Ir para o conteúdo

Prefeitura de Wenceslau Braz - MG
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
11
11 ABR 2022
AGROPECUÁRIA
BRUCELOSE: CAMPANHA DE VACINAÇÃO EXIGE CADASTRO OBRIGATÓRIO
enviar para um amigo
receba notícias
Pecuaristas têm até o dia 30 de abril para fazer o cadastro para a campanha, que começa no dia 16 de maio e vai até o dia 27 de maio
A Brucelose é uma zoonose (doença transmitida dos animais para os humanos) com importância para a saúde pública, pois pode causar enorme impacto na produção de leite e carne. Por isso, os pecuaristas de Wenceslau Braz não devem deixar de vacinar o seu rebanho e precisam  entrar em contato com a Secretaria de Indústria, Comércio, Agricultura e Pecuária pelo telefone ( 35) 99907-8774, para efetuar o cadastro, informando o nome completo, CPF ou código do produtor, endereço da propriedade e a quantidade de animais a serem vacinados. 

A campanha deste ano de 2022 - sob a coordenação do Secretário da pasta, Augusto Costa e do superintendente de inspeção animal da Secretaria, o médico veterinário Felipe Toledo - começa no dia 16 de maio e vai até o dia 27 de maio.
 
No ano passado, mais de 200 doses de vacinas contra a brucelose foram aplicadas no rebanho apto em Wenceslau Braz: com essa cobertura vacinal e somando-se o grande número de propriedades (62), histórico, a campanha de vacinação realizada pela secretaria de Indústria, Comércio, Agricultura e Pecuária percorreu ao longo de poucos dias os bairros Imbiruçu, Quilombo, Morro Grande, Bela Vista e Quincas, Santana, Água Limpa e Pintos, Palmeiras, Vieiras, Nunes, Salão, Bananal, Itererê, Roseta, Serrado, São Bernardo, Borges e Borginhos. 
 
Segundo o médico veterinário Felipe Toledo, a transmissão da brucelose - doença Infectocontagiosa provocada pelas bactérias do gênero Brucella. Em bovinos são acometidos pela espécie Brucella abortus -  ocorre pelo contato direto ou indireto com um animal infectado; através do acasalamento (monta natural); Ingestão da placenta ou feto abortado; Ingestão de alimentos contaminados com restos de abortos; Transfusão de sangue (contaminado); Transmissão transplacentária (para o feto).
 
“A brucelose pode ser transmitida aos seres humanos de diversas formas, sendo uma das principais, pela via alimentar (ingestão de alimentos sólidos ou líquidos contaminados), como: leite cru (não pasteurizado); produtos lácteos contaminados, como queijo e manteiga e sorvetes; carne mal passada ou crua”, complementa o superintendente de inspeção animal da Prefeitura.
 
Segundo a literatura médica, além da transmissão pela via alimentar, a brucelose pode ser transmitida pelo contato direto ou indireto com animais infectados. Outra forma de transmissão é por via respiratória, com a inalação de bactérias em ambientes contaminados. Pode ocorrer, ainda, a inoculação vacinal acidental do patógeno, pela vacina animal (Brucella abortus cepas B19 e RB51).
 
Entre os principais sintomas da doença, vale destacar: aborto no terço final da gestação, a partir do sexto mês de gestação; Retenção de placenta; Nascimento de bezerros fracos; Malformações fetais; Endometrites; Inflamação das articulações; Orquites (Inflamação nos testículos), perda da libido e infertilidade nos machos.
 
 
 
Fonte:
Autor: José Mauro Moreira
Local:
Seta
Versão do Sistema: 3.2.8 - 16/11/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia